Aspectos ergonômicos dos EPIs que garantem segurança e conforto em câmaras-frias

205

A ergonomia é a ciência que estuda as interações entre os  seres humanos e as diferentes condições de trabalho, estabelecendo normas para melhorar o desempenho e garantir a segurança do profissional. Apesar do termo ter aparecido pela primeira vez em um artigo de Wojciech Jastrzębowski em 1857, seu conceito já vinha sendo estudado há muito tempo por médicos de outras épocas, como o italiano Bernardino Ramazzini, o primeiro a escrever sobre doenças e lesões relacionadas ao serviço.

Com o passar dos anos, as leis trabalhistas obrigaram que medidas de segurança fossem tomadas pelas empresas a favor dos funcionários e então, a partir desse momento, a carga horária de trabalho foi reduzida e outros aspectos foram melhorados, porém, ainda havia diversos fatores a serem considerados. 

 

Segurança e conforto durante a execução de atividades

Quando visitamos algum estabelecimento, não imaginamos quais são as atividades diárias que os trabalhadores envolvidos realizam. Por exemplo, durante a ida ao mercado, não pensamos no armazenamento e transporte dos alimentos, mesmo após o seu consumo. Porém, para mantê-los conservados é necessário armazená-los em câmaras-frias, onde profissional estará exposto a temperaturas que podem chegar abaixo de 0 °C.

O contato direto com as câmaras-frias apresenta grandes riscos de doenças de origem térmica que podem prejudicar seriamente a saúde. A NR 36 visa a utilização de EPIs de segurança, pois eles não são só mais uma roupa para aquecer o corpo do frio, eles são pensados em cada detalhe para auxiliar e proteger todos os profissionais na execução do serviço.

A Ergonomia possui três vertentes: a física, operacional e a cognitiva, porém quando estamos nos referindo ao equipamento que o profissional tem contato durante o trabalho, estamos falando da ergonomia física, onde cada aspecto deve respeitar as necessidades e limitações da anatomia humana. Para que os EPIs possam auxiliar de forma mais abrangente e funcional, eles devem atender os  requisitos necessários, seja no tipo de material,  na proporção ou nos acabamentos.

Sendo assim, a utilização de equipamentos incorretos ou de baixa qualidade não trará a proteção que o profissional precisa para exercer a atividade. 

Quais são as variações dos EPIs essenciais para o trabalho em câmaras-frias ?  

 

A Qualiflex é especialista em EPIs para câmaras-frias e alimentos, possuímos equipamentos 100% nacionais e de fabricação própria, pensados e personalizados para o seu colaborador se sentir confortável e seguro para lidar com as baixas temperaturas. Contate a nossa equipe e solicite seu orçamento!