ICLER - EPIs com níveis de proteção e desempenho efetivos para câmaras-frias

204

Quer saber se o EPI que o profissional da empresa está usando é, de fato, efetivo como deve ser?

Para contextualizar, todo equipamento de proteção individual tem um único objetivo: proteger quem o usa. No entanto, para que ele cumpra realmente essa missão são necessários testes, ensaios, análises e emissão de documentos que comprovem essa efetividade. Um deles, pouco mencionado neste mercado é o ICLER. Já ouviu falar? Bom, se não, continue a leitura para conhecê-lo e compreender o impacto dele na empresa e na vida dos profissionais que usam o equipamento, principalmente no segmento de câmaras-frias e frigoríficos.

O ICLER nada mais é do que o 'índice de isolamento térmico' de um EPI, garantindo que o desempenho dele atenda os parâmetros da norma europeia EN 342, que regulamenta a relação entre o EPI térmico e as condições de trabalho no ambiente de baixa temperatura e é utilizada no mundo todo. 

Para que um equipamento de proteção individual atenda essa norma, uma amostra é enviada para análise de um laboratório credenciado e, após aprovação, um laudo detalhado é emitido e serve como base para obtenção do CA junto ao MTE.

É muito comum os clientes perguntarem "Até quantos graus esta vestimenta protege?". Esta não é uma pergunta que possui uma resposta linear, uma vez que, como demonstra a norma EN 342, diversos fatores afetam diretamente o conforto térmico do usuário, sendo os principais: tempo de exposição, nível de esforço físico da atividade, velocidade do vento, eventual uso de outras camadas de vestimentas (por exemplo: moletons), etc.

Sendo assim, o ICLER é o norte para o profissional de SST comparar as condições do ambiente de sua câmara-fria e determinar se tal EPI atende ou não suas necessidades.

Mas atenção: fique atento para fabricantes que utilizem um só CA para todas suas variantes de vestimentas, isso indica que apenas uma gramatura foi enviada para testes laboratoriais (normalmente, a mais alta possível) e que o icler das gramaturas mais baixas não condiz com o EPI que foi de fato testado.

A Qualiflex possui CAs diferentes para todas as suas gramaturas de vestimentas: 150g, 200g, 300g e 400g - garantindo que o cliente tenha total respaldo legal e jurídico do EPI que está utilizando para auxiliá-lo em perícias e ações trabalhistas.

A Qualiflex tem atuado junto às empresas do segmento alimentício, supermercados e armazéns para reduzir os custos trabalhistas do setor. Buscamos munir nossos parceiros com informações legais e garantias de desempenho de nossos EPIs para que seja possível mudar esta realidade.  Há um tempo publicamos um artigo com informações técnicas sobre esse assunto, você pode acompanhar os ensaios e exemplos de CAs acessando aqui!

Aqui na Qualiflex, os CAs são emitidos com a informação completa sobre o índice de proteção térmica, bem como sobre a gramatura da vestimenta solicitada. Possuímos a melhor qualidade e proteção dentre os fabricantes brasileiros, capacidade fabril elevada, prazos de entrega reduzidos que facilitam a logística de fornecimento dos EPIs, maquinário moderno de confecção e bordado, além de um extenso know-how sobre o mercado e normas aplicáveis para compartilhar com nossos parceiros. 

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Você pode agendar uma consultoria gratuita com a nossa equipe técnica, entre em contato para saber mais.